7 dicas indispensáveis para alcançar as melhores práticas fiscais

Quer saber quais são as melhores práticas fiscais para sua empresa adotar? Confira as dicas que os especialistas da TDF prepararam especialmente para você!

A gestão fiscal deve estar entre as prioridades das empresas que querem colher bons frutos de uma relação saudável com a Receita Federal. Algo que ficará ainda mais em evidência com a futura criação do Programa de Pró-Conformidade do Fisco. Saiba mais sobre o Pró-Conformidade aqui.  

Além disso, ao adotar as melhores práticas fiscais, sua empresa também irá evitar o risco de eventuais multas por inadimplência e terá muitos outros benefícios. Tais como uma melhor organização interna, redução de custos e otimização do tempo de trabalho da equipe.

Dicas das melhores práticas fiscais

A saúde financeira da sua empresa está relacionada com sua gestão fiscal. Por isso, fique atento para entender quais são as melhores práticas fiscais e as implemente em sua empresa. Confira!

#1 Equipe alinhada com a tecnologia

Em primeiro lugar, vale destacar que o time que você constrói em sua empresa é fundamental para o sucesso dela. Independente dos níveis que atuam os colaboradores, todos são importantes para a performance da organização.

Isso porque um time integrado aos valores e objetivos da empresa faz muita diferença. Dessa forma, a escolha inteligente de novos colaboradores, assim como incentivos para quem já faz parte da equipe, é uma boa prática para ter um empreendimento de sucesso.

Posto isso, para além de um time comprometido e eficiente, para colher melhores resultados ele também precisa estar alinhado com as suas expectativas e com as do mercado no qual a empresa está inserida.

Mas o que isso quer dizer? Por exemplo, se os seus concorrentes já estão usando recursos tecnológicos para otimizar o tempo e melhorar a eficácia do trabalho, isso significa que a sua empresa e sua equipe também já deveriam estar preparados para usar esses recursos.

#2 Adoção de softwares de gestão tributária

Cada vez mais o uso inteligente de recursos tecnológicos têm se tornado um fator competitivo para melhorar a performance das organizações. Sendo assim, uma equipe financeira alinhada com os recursos tecnológicos mais indicados, proporcionará as melhores práticas fiscais para sua empresa. E, dessa maneira, irá contribuir para atingir o Compliance Fiscal.

Leia também: Compliance Fiscal: o que é e qual importância

Nesse sentido, destaca-se o aumentos na adoção de softwares de gestão tributária nas empresas. Eles costumam ser muito mais eficazes do que planilhas em Excel, por exemplo, e facilitam o trabalho da equipe para atingir a conformidade da empresa com a legislação brasileira.

Mas é claro que a escolha por um software deve também depender das especificidades da sua empresa e deve-se levar em conta quais são os recursos, tanto monetário quanto de pessoal, disponíveis para que isso seja realizado.

#3 Análise de seus processos

Uma dica de ouro para se adotar as melhores práticas fiscais na sua empresa é a seguinte: realize a análise atenta e periódica de seus processos e dados. Isso com o objetivo de fazer uma verificação e identificação de erros para o cumprimento de todas obrigações acessórias. Assim como para identificar outros possíveis gargalos que podem estar afetando a performance ou produtividade de sua empresa.

#4 Automação dos processos

Invista na automação dos processos. Essa ação trará economia de tempo e recursos, além de eliminar processos manuais e possíveis falhas humanas que podem gerar risco para a empresa.

#5 Gerenciamento do calendário de obrigações

Essa dica para melhores práticas fiscais parece simples, mas é essencial. O gerenciamento efetivo do calendário de entregas das obrigações irá contribuir para um controle rigoroso sobre sua gestão fiscal. Facilitando e otimizando o trabalho da equipe, além de minimizar os riscos.

#6 Revisão atenta

Se tratando de melhores práticas fiscais, a revisão sempre deve constar no planejamento. Realize a revisão e saneamento dos cadastros de serviços, materiais, produtos e insumos da empresa. Validando todos os tributos e retenções tendo como base a legislação vigente.

#7 Gestão dos documentos fiscais eletrônicos

O SPED Fiscal veio para facilitar a vida dos empresários, gestores fiscais e demais profissionais que lidam diariamente com a escrita tributária. Contudo, como ainda estamos em uma fase de adaptação, a atenção deve ser redobrada para que nada fique de fora.

Por isso que, realizar uma eficiente gestão dos documentos fiscais eletrônicos (NF-e, NFS-e e CT-e), é tão importante. Também é fundamental arquivar de modo seguro todos os documentos relacionados à escrita fiscal, deixando-os sempre bem organizados e com fácil acesso.

Além disso, a empresa também pode adotar estratégias de Compliance Fiscal para sempre estar regularizada com a Receita.

Precisa de ajuda com a gestão fiscal da sua empresa? Entre em contato com a TDF Gestão Contábil e saiba mais sobre nosso trabalho.